Por quê fazer esse site?

Conheça as profissionais que resistem e promovem as mudanças nesse ramo racista/machista que é o audiovisual

Olá! Como você está?
Este é um site independente, criado para divulgar informações de contato e trabalhos realizados por profissionais negras (pretas e pardas) e/ou indígenas que atuam no audiovisual brasileiro. Nosso objetivo é dar visibilidade aos nossos projetos, ampliar a rede de contatos e de parcerias como uma das formas de resistir e continuar numa área ainda machista e racista (Para saber mais).
O site nasceu como projeto final de um curso promovido pela PrograMaria, um coletivo feminista que visa o empoderamento nas áreas de tecnologia. A PrograMaria organizou um curso de programação para ajudar mulheres a dar seus primeiros passos em web front-end: HTML, CSS e Javascript. Parte de nossas discussões foram reflexões sobre a importância de multiplicarmos o conhecimento aprendido e pensarmos na construção de projetos que traduzissem uma questão social relevante.
Assim nasceu esse site, buscando o fortalecimento e a visibilidade das profissionais negras e indígenas e procurando tecer uma rede para pensar projetos em conjunto. Eu sei que é apenas um primeiro passo, que ainda temos muito espaço a ocupar nessa área racista e machista que é o audiovisual brasileiro, mas tenho certeza que caminhamos mais longe quando caminhamos juntas.

Como posso ajudar?
Este é um site que nasceu com vocação colaborativa. Assim, busco parceiras dispostas a colaborar com o crescimento do projeto. Se você é programadora, designer ou alguém com disposição e tempo para aprender e ajudar, você é mais que bem-vinda! Também são muito bem-vindas sugestões, ou propostas de mudanças na estrutura, inclusão de seções, ou mesmo no design. Para ver o código do site, acesse nosso GITHUB. Estou dando meus primeiros passos como programadora e por enquanto o site é estático e não dinâmico, ou seja, AINDA não é possível uma forma direta de inscrição e atualização dos dados, mas as informações preenchidas no formulário de inscrição são disponibilizadas na íntegra nos perfis. Dessa forma, as informações de cada perfil são de responsabilidade de cada profissional. Você pode enviar suas propostas, críticas, sugestões e dúvidas para mulheres.negras.avbr@gmail.com.



Seja bem-vinda! :)